quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Camembert Recheado - Gefüllter Camembert



Ingredientes:

2 Camembert (de aproximadamente 150 g cada)
1 maço de cebolinha verde
100 g queijo de ervas fresco
1 colher de sopa de páprica doce
1/2 colher de chá de Kümmel moído
1 pitada (ponta de faca) de pimenta caiena
1 colher de sopa de licor de ervas (do tipo Jägermeister) se desejar
Quanto baste de sal e pimenta
1 maço de salsinha

Como Fazer:

1. Passo

Corte cada camembert com uma faca de queijo em oito pedaços. Retire cuidadosamente o interior do queijo, sem machucar as cascas. Amasse o miolo do camembert com um garfo.

2. Passo

Lave bem a cebolinha verde, limpe bem e corte a parte branca bem fininho. Misture tudo juntamente com a pasta de camembert amassada, acrescentando o queijo fresco de ervas, a páprica, Kümmel, pimenta caiena e licor de ervas (se desejar).
Tempere com sal e pimenta. Recoloque esta massa dentro das cascas dos camembert e alise as beiradas com uma lâmina de faca umedecida.

3. Passo

Lave a salsinha, agite bem para secar e corte as folhinhas com um pouco da cebolinha verde, bem fino, e salpique sobre um prato. Pressione os pedaços de Camembert com a parte cortada sobre as ervas, para que elas fiquem grudadas à massa interna. Leve ao refrigerador até servir.

Minha Sugestão: Você pode também acrescentar pimentões vermelhos ou amarelos (crus ou pré-assados para liberar aquele delicioso sabor adocicado)

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Receita de Brezel (ou Pretzel)


sal grosso a gosto
manteiga para untar
3 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio
2½ xícaras (chá) de água morna
5 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1½ xícara (chá) de água
1½ tablete de fermento biológico

1. Dissolva o fermento em 1 1/2 xícara (chá) de água. Coloque num recipiente grande e acrescente o açúcar. Mexa bem e acrescente a farinha, aos poucos, e em seguida o sal. Misture a massa até que se desprenda das mãos. Dependendo da qualidade da farinha, às vezes é necessário acrescentar mais ou menos.
2. Coloque a massa num recipiente e cubra com filme plástico. Deixe a massa descansar por cerca de 1 hora ou até que dobre de volume.
3. Ligue o forno em temperatura alta (200 graus). Unte 2 assadeiras grandes com manteiga e farinha de trigo.
4. Retire a massa do recipiente e divida-a em 12 partes iguais, para isso, pese a massa. Estique cada porção, com a palma da mão, em forma de cobrinha.
5. Dê forma às cobrinhas e una as pontas. Coloque a água morna e o bicarbonato de sódio num recipiente e misture bem. Despeje a mistura num prato fundo.
6. Mergulhe cada pretzel no banho de água morna com bicarbonato, com uma escumadeira, e coloque-os em seguida na assadeira untada. Deixe os pretzel crescerem mais uma vez por cerca de 15 minutos.
7. Leve a assadeira ao forno pré-aquecido por cerca de 15 minutos ou até que fiquem dourados.
8. Retire a assadeira do forno e pincele cada pretzel com manteiga derretida. Polvilhe os pretzel com sal grosso.

domingo, 15 de novembro de 2009

Kartoffelpuffer mit Lachs – Mini Batata Rösti com Salmão Defumado


1 kg de batatas cruas
2 a 3 colheres de sopa de nata
1 ovo
2 a 3 colheres de sopa de farinha de rosca ou farinha de trigo
QB (quanto baste) Sal
Eventualmente uma cebola ralada
QB de gordura para fritar ou assar a massa

Lave e descasque as batatas cruas e rale rapidamente, preferencialmente no processador. Deixe as batatas escorrendo, para eliminar o excesso de umidade.
Acrescente imadiatamente a nata às batatas raladas para evitar que escureçam.
Some o ovo e a farinha de rosca ou de trigo, o sal e a cebola ralada, se desejar.
FRITO – com o auxílio de uma colher forme pequenos bolos, semelhantes a um hamburger em diâmetro e espessura, e frite na frigideira em gordura bem quente.
ASSADO (o nome passa a ser “Reiberdatschi” – uma ou duas consoantes a menos que Kartoffelpuffer) – Unte bem uma forma e espalhe a massa para que ela alcance no máximo 1 cm de altura. Asse em forno pré-aquecido a 220-240 graus por cerca de 20 a 30 minutos, até que a massa fique bem dourada.
Se preferir, coloque sobre a massa pequenos cubos de bacon antes de levá-la ao forno. Recorte a massa assada com o formato de sua preferência e sirva* imediatamente.

*Sirva com chantilly de nata e kren (raiz forte) e lascas de salmão defumado.

Spätzle – Massinha cozida



Ingredientes:
• 400g de farinha de trigo
• 04 ovos batidos
• 01 colher (chá) de sal
• 50g de manteiga
• Água , quanto baste

Modo de preparo:
1. Peneire a farinha para uma tigela.
2. Junte os ovos, sal e 2-3 colheres de sopa de água.
3. Misture bem os ingredientes, vá colocando aos poucos mais 150ml de água e bata a massa até formar bolhas.
4. Deixe ferver água com sal numa panela grande e larga.
5. Unte a ponta de uma tábua (de preferência, polipropileno) com óleo e espalhe uma porção da massa. Incline a tábua sobre a panela e com auxílio de uma espátula ou faca, "corte" a massa com espessura de 5mm e empurre as tiras para a água.
6. Repita o processo até acabar a massa.
7. Os spätzle estão prontos quando vierem à superfície.
8. Com uma escumadeira retire os da água, passe por água fria.
9. Aqueça a manteiga e salteie os spätzle, até ficarem quente.
10. Sirva imediatamente. Também pode ser servido gratinado com queijo parmesão ou gruyere ralado.

sábado, 14 de novembro de 2009

Kartoffelpuffer - Panqueca de Batata com Compota de Maçã


Doce e salgado se misturam nesta receita típica da Alemanha

Massa
- 400 g de batata ralada(s)
- 40 g de cenoura ralada(s)
- 40 g de cebola picada(s)
- 1 unidade(s) de ovo
- quanto baste de noz-moscada
- 20 g de farinha de trigo
- quanto baste de sal
- quanto baste de pimenta-do-reino preta

Molho
- 500 gr de maçã
- 100 gr de uva passa
- quanto baste de raspas de limão
- 100 gr de açúcar
Massa
Misture todos os ingredientes e frite em óleo quente. Fazendo 8 mini panquecas.
Molho
Descasque e retire o caroço das maçãs e corte em pedaços, misture com todos os ingredientes, ferva e deixe em fogo baixo de 15 a 20 minutos, até que as maçãs se desmanchem. Sirva morno ou frio.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Semmelknödel (Bolinhas de Pão) com Picanha Suína



Ingredientes:

O KNODEL

Pão de trigo 400 Gramas Amanhecido
Cebola 50 Gramas Picada miúda
Banha 50 Gramas
Ovos 3 Unidade Cru
Leite 250 Ml
Cebolinha verde 20 Gramas
Kummel 2 Gramas
Farinha de trigo 150 Gramas
Salsa ou manjericão 20 Gramas
Sal A gosto
Caldo de carne 350 Ml Para cozinhar

A PICANHA SUÍNA

Picanha suína Special Line Seara 1200 Gramas
Mostarda preta 200 Gramas
Mel 200 Ml
Cebola 200 Gramas Em tiras
Repolho roxo 600 Gramas Cortado em tiras
Kummel 2 Gramas Em grãos
Cerveja preta 200 Ml
Alecrim A gosto Picado
Sálvia A gosto Picada
Canela em pó 2 Gramas
Cravo da Índia 2 Gramas Inteiros
Pimenta do Reino 2 Gramas Moída
Sal A gosto

MODO DE PREPARO:

O SEMMELKNODEL

Derreta a banha e misture ao pão picado.
Junte os ovos, a farinha, o leite, os temperos e amasse bem.
Deixe descansar a massa por 1 hora.
Ferva bastante água e sal com o caldo de carne.
Jogue as bolinhas amassadas com as mãos na água. Assim que vierem à tona, retire-as com uma escumadeira e escorra bem.
Reserve.

A PICANHA SUÍNA

Fatie em tiras o repolho roxo e a cebola.
Forre a assadeira com ambos.
Tempere com sal.
Coloque a picanha suína e tempere com as especiarias, a cerveja, o mel e a mostarda.
Leve ao forno a 200 Graus C por 20 minutos.
Acrescente os temperos verdes e retorne ao forno por mais 10 minutos.
Retire do forno.
Fatie e sirva junto com os knodels.

COMENTÁRIO

Os romanos deram o nome de “Germânia” ao território situado entre os Rios Reno, Elba e Danúbio.

A formação de uma língua "clássica", deve-se a tradução da Bíblia por Martinho Lutero.

A sua gastronomia é bastante variada. De acordo com a sua situação geográfica cada uma das tribos que inicialmente findaram por criar a Alemanha, adotava em sua culinária a disponibilidade de alimento de cada região.

O “Bauerknodel” ou “Knodel como é mais conhecido, na realidade não deixa de ser um inhoque em sua fase primitiva, quando ainda não existiam as batatas para faze-lo.

Situa-se no século XVII a introdução da batata inglesa originária da América do Sul.
É um prato muito tradicional na Alemanha e trazido pelos imigrantes germânicos que vieram para o Brasil, onde era muito comum servir de ingrediente de caldos, bem como para acompanhamento de assados.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Apfelstrudel – Strudel de Maçã


STRUDELTEIG (massa para strudel).
Ingredientes:
• 180g de farinha de trigo
• 03g de sal
• 30 ml de óleo
• 30 ml de vinagre de maçã
• 01 unidade de ovo
• 120 ml de água morna
• 100ml manteiga derretida para pincelar na massa
• 100g de farinha de rosca para polvilhar na massa

Modo de preparo:
1. Misture o sal, o óleo, o vinagre e o ovo, acrescente à farinha na batedeira com o batedor de massa e comece a misturar, acrescente uma quantidade de água necessária para fazer uma massa macia e com liga. Bata até a massa ficar elástica e macia.
2. Coloque a massa em uma tigela, pincele a parte de cima com óleo, cubra e deixe descansar por 30 minutos.
3. Estique a massa com as mãos enfarinhas sobre um pano coberto de farinha, até que ela fique bem fina (o pano é indispensável pra poder enrolar depois de colocar o recheio sobre a massa – eu consegui esticar minha massa mais ou menos 65 x 60 cm).
4. Quando estiver bem esticada, pincele a superfície com manteiga derretida e polvilhe com a farinha de rosca.
5. Acrescente o recheio desejado e termine conforme necessário para cada receita em particular.


Recheio de maçãs:
Ingredientes
• 120 g de nozes
• 01 kg de maçãs verdes descascadas e fatiadas
• 120 g uva passa branca
• 01 colher de chá de raspas de limão
• 01 colher de chá de canela em pó
• 150 g de açúcar refinado
• manteiga derretida conforme o necessário

Modo de preparo:
1. Polvilhe as nozes sobre a farinha de rosca e a manteiga que cobrem a massa do strudel.
2. Misture as maçãs, a canela, a raspas de limão e o açúcar. Misture tudo e coloque em fileira em uma das extremidades do strudel, ou espalhe sobre toda a superfície da massa esticada.
3. Pincele as maçãs com a manteiga derretida.
4.Coloque o recheio em uma fileira em uma das extremidades de massa para strudel (esticada pincelada com manteiga e polvilhada com farinha de rosca), pincele as maçãs com a manteiga derretida e dobre as extremidades sobre o recheio.
5. Enrole o strudel, com a ajuda de uma toalha e feche as pontas.
6. Coloque em uma forma untada e asse em forno a 175o C.
7. Por cerca de 30 a 50 minutos, até a massa estar corada.
8. Sirva acompanhado de chantilly, creme anglaise ou sorvete.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Sachertorte



Esta receita é do Senac, mas Sachertorte original, uma criação do Hotel Sacher de Viena, além de ser servida no Bistrô do Hotel, também é encontrada na embalagem de madeira da foto.

Certa vez ganhei uma de presente, por isto esta receita tem gosto de saudade...

Ingredientes :
-Massa:
Chocolate ao leite - 0,150 Kg
Manteiga amolecida - 0,150 Kg
Glaçúcar - 0,100 Kg
Gemas - 06 Unidades
Claras - 06 Unidades
Açúcar refinado - 0,050 Kg
Farinha de trigo - 0,150 Kg
Geléia de alperce (pessêgo) ou geléia de damasco- 0,500 Kg

-Cobertura:
Chocolate ao leite - 0,200 Kg
Creme de Leite Fresco - 0,125 L
Açúcar refinado - 0,200 Kg
Modo de Fazer:
1. Derreta o chocolate em banho-maria e mexa com a manteiga até ficar cremosa , então adicione gradualmente as gemas e o glaçúcar, mexendo sempre.
2. Batas as claras em neve com açúcar em castelo não muito firme e, com a farinha de trigo e o sal.
3. Misture isto com o chocolate.
4. Pré aqueça o forno a 180 o.C.
5. Unte uma forma redonda , coloque a massa de bolo e asse por cerca de 40 minutos.
6. Deixe o bolo esfriar e depois desinforme.
7. Passe a geléia de damasco por todo o bolo com o auxílio de um pincel.
8. Enquanto, isto, prepare a cobertura fervendo o creme de leite com o chocolate e o açúcar.
9. Quando estiver espesso, coloque ainda quente sobre o bolo.
10. Espere esfriar e repita a operação, para que a camada fique bem uniforme.

Kartoffelknödel (Bolinhos de Batata)


Ingredientes:
1 fatia grande de pão branco (tipo italiano) sem casca e cortado em cubinhos pequenos ou cubinhos de bacon fritos, a seu critério
1 e ½ Colher(es) (sopa) de manteiga
½ quilo de batatas cozidas, amassadas e frias
100 a 125 gramas de farinha de trigo
1 pitada de noz-moscada em pó
sal e pimenta

Modo de Preparo:

Dourar o pão na manteiga.

Passar as batatas pela peneira e temperar bem com sal, pimenta e noz-moscada. Adicionar a farinha e amasse bem a mistura para formar uma massa firme.

Trabalhar até ficar seca a ponto de não mais grudar nas mãos, mas ainda úmida o bastante para não se partir.

Achatar uma colherada de massa na palma da mão, colocar um cubinho de pão frito (ou bacon frito) no centro da massa e moldar.

Usar o restante da massa e do pão frito, formando bolinhos de pingue-pongue (ou maiores, também a seu critério). Colocar os bolinhos numa panela com água quase fervendo, em fogo baixo, tomando cuidado para que não grude entre si. (cozinhar em 2 etapas, caso seja necessário)

Depois de aproximadamente 1 minuto os bolinhos deverão subir à superfície. Cozinhar por mais 4 ou 5 minutos, tirar com a escumadeira e conservar aquecidos enquanto cozinha o resto. Servir logo em seguida.

sábado, 7 de novembro de 2009

Rotkohl mit Apfeln – Repolho Roxo com Maçãs


Ingredientes:
• 30 g de gordura de bacon
• 90 g de cebola em brunoise (cubinhos minúsculos)
• 120 g de maçãs em cubos
• 01 kg repolho roxo em chifonnade (tiras finas)
• 180 ml de vinho tinto
• 240 ml de caldo de frango ou água
• 20 g de açúcar
• 01 unidade de folha de louro (*)
• 02 unidades de cravos espetados numa cebola piquet (*)
• 60 ml de vinho tinto
• 45 g de groselha
• Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
1. Salteie a cebola e a maçã na gordura do bacon até que fiquem douradas, adicione o repolho e salteie ligeiramente. (saltear = fritar ligeiramente em pouca gordura, fogo bem alto)
2. Adicione o vinagre, o caldo, o açúcar, a cebola piquet e traga a fervura.
3. Cozinhe em fogo baixo até que o repolho esteja macio.
4. Retire a cebola piquet, adicione o vinho e a groselha.
5. Tempere com sal a gosto.

OBS: No final do cozimento não deverá, haver quase nenhuma quantidade de líquido no repolho.
(*) cebola piquet = cebola onde estão espetados os cravos e a folha de louro

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Eisbein – Joelho de Porco


Ingredientes:
• 1 unidade de joelho de porco
• 05 g (07 grãos) pimenta do reino em grãos
• 05 cravos da índia
• 01 unidade de cebola cortada em 4.
• 03 unidade de folhas de louro
• 01 unidade de bouquet garni (talos salsinha, alho amassado, tomilho dentro coador de papel amarrados com barbante)
• Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
1. Colocar o joelho de porco em uma panela de pressão com todos os ingredientes da receita. Acrescente água até cobrir a carne e tempere.
2. Cozinhar até ficar macio (40 minutos). A carne depois de cozida, se destaca quando manuseada!
3. Caso queira a carne mais seca, retire-a com cuidado da panela de pressão e coloque em um pirex para ser levado ao forno quente durante no máximo 10 minutos.

MODO CLÁSSICO DE SERVIR:
Acompanhado de chucrute ou batatas cozidas, quentes.

Pode-se cozinhar as batatas no caldo resultante da cocção da carne. Trata-se de um caldo muito saboroso e as batatas ficarão muito saborosas.

Sauerkraut – Chucrute


Ingredientes:
• 240g de cebola
• 350g de maçã gala
• 30g de gordura de ganso ou bacon
• 500g de repolho
• 6 bagos de zimbro
• 10 grãos de pimenta do reino
• 10g de cominho
• 15g de alho
• 250ml de vinho riesling seco (branco)
• 01 de cenoura
• 01 de batata pequena
• 10g de açúcar refinado
• Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
1. Descasque as cebolas e maçãs.
2. Pique as cebolas (brunoise – cubos bem pequenos) e corte em cubos pequenos as maçãs.
3. Aqueça a gordura em uma panela e doure nela as cebolas e maçãs.
4. Junte o repolho cortado em tiras finas(chiffonade) e deixe refogar, mexendo sempre, durante pelo menos 5(cinco) minutos, em fogo brando.
5. Esmague o zimbro, grãos de pimenta, cominhos e alho e incorpore no chucrute.
6. Regue com riesling.
7. Coloque a cenoura e a batata (inteiras) por cima do repolho, tampe bem e deixe cozinhar cerca de 90 minutos. A função delas será de aromatizar o chucrute apenas. Cuidado para não queimar. Caso seja necessário, acrescente água.
8. Retire a cenoura\batata, tempere com açúcar e sal a gosto.

O chucrute é ótimo para acompanhar o joelho de porco.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Lebkuchen: O pão-de-mel alemão



Se os amantes das bolachas de mel quiserem conhecer as cidades de origem desta especialidade, precisam percorrer o país. Aachen, Coburg, Nurembergue e Pulsnitz são os destinos dos peregrinos do 'lebkuchen'.

A origem da palavra lebkuchen é, até hoje, incerta. Alguns pesquisadores acreditam que o termo signifique "bolo da vida", pois leb viria de leben (do alemão vida, viver) e kuchen (bolo). Já laib, em germânico, significa corpo, como por exemplo, a hóstia representando o corpo de Cristo na liturgia cristã. Em Latim, libum significa pão achatado ou também oferenda.

Pfefferkuchen (literalmente, bolo apimentado em alemão) é outro nome do lebkuchen. Sua origem está no fato de que "pimenta", como termo genérico, se referia a especiarias raras em geral provenientes do Oriente.

Historiadores afirmam que a bolacha natalina, como é conhecida hoje, foi inventada na Bélgica, seguindo de lá para a Alemanha. Em Aachen, que fica na fronteira entre os dois países, recebeu o nome de Aachener Printen.

Em seguida, as freiras nos conventos francônios, adotaram o doce como sobremesa. O nome lebzelter (ou pfefferkuchenbäcker, padeiro de lebkuchen) foi documentado pela primeira vez em 1296 em Ulm, depois em 1370 em Munique, e 25 anos mais tarde, em Nurembergue.

Mas quais os ingredientes básicos do lebkuchen? Anote aí: farinha de trigo, mel, amêndoas e especiarias (principalmente canela, cravo e anis). Em lugar do fermento convencional, usa-se sal amoníaco ou potassa (carbonato de potássio).

Corações de pão de mel

O lebkuchen pode ser feito em diversos formatos, o mais especial é em forma de coração. Esta versão romântica não é apreciada apenas nas feiras natalinas tradicionais, como também em quermesses durante todo o ano e na famosa Oktoberfest.

Mas, cuidado, este lebkuchen é muito duro, pois normalmente os corações não são consumidos, mas sim, comprados como lembrança e usados para decoração.

As bordas dos corações são enfeitadas com glacê de açúcar e com este mesmo glacê escrevem-se mensagens no centro, do tipo "Eu te amo" ou "Ao meu grande amor". Por isso, não se surpreenda ao encontrar um coração desses pendurado no pescoço de um cidadão que se diverte no mercado de Natal. Geralmente, são comprados para presentear amigos(as) e namorados(as).

Na rota do lebkuchen

Pulsnitz é uma cidade alemã que quase ninguém conhece. Ao menos pelas pessoas que não gostam de pão de mel. Quem aprecia um dos mais tradicionais biscoitos natalinos sabe que junto com Aachen, Nurembergue e Coburg, Pulsnitz, com seus 15 mil habitantes, não perde em nada para as grandes cidades.

Nurembergue, no estado da Baviera, detém o recorde de maior produtor da bolacha. A diferença é que em Pulsnitz o trabalho é praticamente artesanal: uma tradição de quase 400 anos na fabricação do Pulsnitzer Pfefferkuchen.

Como é feito em pequenas padarias familiares, os ingredientes exatos são passados de geração a geração.Também casinhas de pão de mel decoradas com guloseimas são feitas ali.

Quem quer seguir a rota do lebkuchen pela Alemanha (lembrando que a bolachinha já atravessou a fronteira há anos, e faz sucesso em países vizinhos), é só botar o pé na estrada e ir para Aachen, no oeste alemão, e experimentar o Aachener Printen ou entrar em um trem e cruzar o país durante mais de sete horas, para chegar a Coburg, ao norte de Nurembergue.

Em Coburg, de 41 mil habitantes, pedir por lebkuchen pode ser um pouco complicado. Melhor utilizar a palavra schmätzchen.

Resolvido o problema lingüístico, é aproveitar a delícia local, que pode ser comprada diretamente do fabricante. Os produtos da fábrica de Wilhelm Feyler ainda mantêm um requinte dos tempos em que foi fornecedor oficial da nobreza alemã nos séculos passados: os goldschmätzchen são decorados com um pedacinho de uma folha de ouro.

Fonte: Deutsch Welle

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Spekulatius - Biscoito de Amêndoas



Eles são crocantes, têm um sabor delicado de amêndoas e especiarias e não são muito doces.

Ingredientes:
4 xícaras de farinha de trigo
5 colheres (chá) de fermento em pó
¾ de xícara de amêndoas sem pele, torradas, passadas no liquidificador
1 xícara de açúcar
1 xícara (250g) de manteiga sem sal gelada
2 ovos inteiros
½ colher (chá) de cravo em pó
½ colher (chá) de gengibre em pó
½ colher (chá) de noz-moscada ralada
½ colher (chá) de pimenta-do-reino branca em pó
1 colher (chá) de canela em pó

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes secos, acrescente a manteiga picada em pedaços pequenos e os ovos. Amasse bem até obter uma bola maleável.
Abra a massa bem fina sobre uma superfície polvilhada com farinha de trigo, e corte com cortador de biscoito no formato que desejar.
Coloque em assadeira (não precisa untar) e leve ao forno preaquecido a 180ºC por mais ou menos 25 minutos ou até que os biscoitos comecem a ficar ligeiramente dourados. Conserve em potes fechados. Rende cerca de 10 dúzias.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Kasseler à Moda Antiga Alemã



Ingredientes:

1 Colher(es) (chá) de pimenta-do-reino
1 Colher(es) (chá) de manjerona
1 Colher(es) (chá) de cominho
1 Colher(es) (chá) de sal
1 Xícara(s) (chá) de mel
2 tabletes de caldo de carne e 1 de bacon dissolvidos em 1 litro de água
250 gramas de pão francês
½ quilo de cebola
1 maço de salsa

Acompanhamento:
1 Colher(es) (sopa) de cebola
250 gramas de creme de leite
1 pitada de pimenta-do-reino
6 batatas grandes

Modo de Preparo:
Colocar o pão de molho no caldo de carne e bacon. Juntar os demais ingredientes. Colocar a carne numa assadeira, regar com o caldo e o mel. Assar em forno quente por ½ hora, regando 3 vezes. Se preferir, cozinhar numa panela em forno brando. Neste caso, não colocar o mel.

Acompanhamento:
Ralar a cebola e misturar bem o creme de leite e a pimenta-do-reino. Abrir as batatas ao meio e rechear com o creme. Envolver em papel alumínio e assar por cerca de 1 hora.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Escolhas de uma vida




Pedro Bial

A certa altura do filme Crimes e Pecados, o personagem interpretado por Woody Allen diz: "Nós somos a soma das nossas decisões".

Essa frase acomodou-se na minha massa cinzenta e de lá nunca mais saiu. Compartilho do ceticismo de Allen: a gente é o que a gente escolhe ser, o destino pouco tem a ver com isso.

Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção,estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".

Não é tarefa fácil. No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma microempresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.

As duas opções têm seus prós e contras: viver sem laços e viver com laços...

Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista? Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.

Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante o auto conhecimento. Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos. Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.

Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido. A estrada é longa e o tempo é curto.Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.

Lembrem-se: suas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado. A escolha é sua...!

Pão de Mel e Laranja / Orangen-Honigkuchen




Ingredientes para 40 unidades:

Suco e casca ralada de uma laranja
100 g frutas secas (laranja)
300 g mel
100 g açúcar mascavo
70 g manteiga
3 ovos
2 colheres de sopa de condimento para Lebkuchen (*)
0,5 colher de chá de gengibre em pó
500 g farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento

Além disso:

100 g açúcar
100 g açúcar de confeiteiro
Leite ou suco de laranja para dar liga, cerejas e amêndoas para decorar

Modo de Preparo:

1. Pré-aqueça o forno a 175 Graus. Forre uma forma de borda alta com papel manteiga. Ferva o suco de laranja e a casca. Pique as frutas secas, acrescente e reserve. Aqueça aos poucos o mel e o açúcar, até que o açúcar se dissolva. Deixe esfriar um pouco. Bata os ovos com os condimentos e o suco de laranja e acrescente à massa de mel. Amasse com a farinha e o fermento. Coloque a massa sobre a forma e leve ao forno por cerca de 17 minutos.

2. Enquanto isso leve o açúcar a uma panela com 100 ml de água e deixe cozinhando por uns 15 minutos. Pincele o pão de mel com esta calda.
3. Corte o bolo ainda quente com uma faca afiada em cubos de cerca de 3 cm. Misture o açúcar de confeiteiro com o leite ou suco. Decore os cubos de doce com o glacê e eventualmente com amêndoas e cerejas, a gosto. Ou coloque sobre os cubos cortadores em formato de estrela e polvilhe com cacau em pó ou açúcar de confeiteiro.

Durabilidade: 3 semanas.


Fonte: Lust auf Genuss


(*) Condimento para Lebkuchen

Muitas produções natalinas alemãs pedem a adição de “Lebkuchengewürz”, uma mistura de especiarias, que hoje até já encontramos para comprar no Brasil.

Segue a composição básica deste condimento.

Caso opte por preparar seu próprio condimento para Lebkuchen, mantenha as proporções abaixo:

35 g canela
9 g cravo
2 g pimenta
2 g coentro
2 g gengibre
1 g cardamomo
1 g noz moscada
Eventualmente 1 g macis

domingo, 1 de novembro de 2009

Spekulatius-Pretzel (ou Brezel)




Ingredientes para 50 unidades:

250 g manteiga
125 g açúcar de confeiteiro
1 pacote de açúcar de baunilha (cerca de 8 g)
1 colher de sopa de condimento para Spekulatius (* - veja tópico anterior)
1 pitada de sal
1 ovo
180 g creme de leite fresco (nata)
400 g farinha de trigo e trigo para trabalhar a massa
200 g lâminas de amêndoas

Modo de Preparo

1. Aqueça o forno a 200 graus. Bata a manteiga com o açúcar de confeiteiro, a baunilha, o condimento para Spekulatius e o sal até obter uma massa bem cremosa. Some o ovo, a nata e a farinha de trigo.

2. Forre uma forma com papel manteiga e polvilhe com as lâminas de amêndoas. Coloque a massa num saco de confeiteiro com um bico pequeno e vá desenhando as Pretzels sobre as amêndoas. Retire as amêndoas que sobraram cuidadosamente e com o auxílio de um pincel. Asse as Pretzels em forno à 200 graus por 6 a 8 minutos. Deixe esfriar.

Durabilidade: 3 semanas

Fonte: Lust auf Genuss

Lourinhas-Natalinas / Weihnachts-Blondies




Ingredientes para 30 unidades:

180 g frutas secas
1 fava de baunilha
350 g chocolate cobertura branco
180 g açúcar
230 g manteiga
3 ovos
1 pitada de sal
1 colher de chá de condimento para Spekulatius (*)
250 g farinha de trigo
1 colher de chá de fermento

Além disso:

200 g açúcar de confeiteiro
Suco de limão ou leite para misturar, corante culinário vermelho

Modo de Preparo

1. Corte as frutas em cubos pequenos. Corte a fava no sentido do comprimento e retire o interior com o auxílio de uma faca. Pique o chocolate e derreta em banho-maria. Coloque o açúcar e a manteiga em uma panela e leve ao fogo baixo até que o açúcar esteja derretido. Pré-aqueça o forno a 175 Graus.

2. Bata os ovos, acrescente a baunilha, o sal e o condimento para Spekulatius. Some o chocolate derretido e a manteiga derretida já resfriada batendo sempre. Acrescente a farinha e o fermento, por último as frutas. Coloque a massa em uma forma de borda alta untada e forrada com papel manteiga (forma de aproximadamente 40 x 24 cm). Asse por aproximadamente 25 minutos. Retire, inverta, retire o papel e deixe esfriar.

3. Corte pequenos cubos de aproximadamente 1,5 x 1,5 cm. Misture / dissolva o açúcar de confeiteiro com suco ou leite e pincele o lado superior dos cubinhos com esta mistura. Deixe secar. Misture o glacê que sobrou com corante vermelho, coloque num saco plástico, corte a pontinha e desenhe pequenos laços sobre os cubos doces. Deixe Secar. Durabilidade: 1 semana.

(*) Condimento para Spekulatius / Spekulatiusgewürz

achei estas duas misturas de especiarias para fazer em casa o condimento para "Spekulatius":


Mistura 1

• 6 colheres de chá de canela em pó
• 2 colheres de chá de noz moscada ralada fresca
• 1 colheres de chá cravo em pó
• 1 colheres de chá anis em pó

Mistura 2

• 15 g canela em pó
• 5 g cravo em pó
• 5 g noz moscada ralada
• 2 g coentro em pó
• 2 g anis em pó
• 2 g pimenta branca em pó

Biscoitos-Pirulito / Plätzchen-Lollis



Achei esta receita interessante, porém não testei ainda.

Se alguém já tiver feito alguma experiência do tipo, fique à vontade para comentar!

Ingredientes para 30 unidades

500 g farinha de trigo
250 g manteiga
140 g açúcar
1 pacote (cerca de 8g) de açúcar de baunilha
4 pacotinhos de pó efervescente sabor limão (*)
2 ovos médios
Farinha para trabalhar a massa
30 palitinhos de madeira para pirulito
200 g açúcar de confeiteiro
corantes culinários
açúcar e confeitos coloridos

Modo de preparo

1. Bata a farinha com a manteiga, o açúcar, a baunilha, 3 pacotes de pó efervescente e os ovos, primeiramente com o gancho da batedeira, depois com as mãos, até obter uma massa lisa. Envolva num plástico filme e leve à geladeira por duas horas.

2. Pré-aqueça o forno à 200 graus. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada, e corte círculos de massa de 2 cm de espessura e 5-6 cm de Ø. Em cada círculo pressione um palitinho de madeira e coloque cuidadosamente sobre uma forma forrada com papel manteiga. Asse no forno à 200 Graus, por aproximadamente 12 minutos.

3. Deixe os pirulitos esfriar. Misture o açúcar de confeiteiro com o restante do pó efervescente até obter uma pasta lisa e acrescente as cores de sua preferência. Decore os pirulitos-biscoito com a pasta obtida e com os confeitos desejados. Deixe secar. Durabilidade: 3 a 4 semanas.

Fonte: Lust auf Genuss

(*) Este é o pó efervescente da receita, composto basicamente de bicarbonato de sódio e ácido cítrico:

Biscoitos de Chocolate e Café / Schoko-Mokka-Ecken



Ingredientes para 60 unidades:

75 g grãos de café
150 g açúcar
2 colheres de sopa de café instantâneo
150 g chocolate cobertura meio amargo
1 pitada de sal
1 colher de chá de fermento
200 g manteiga
400 g farinha de trigo
1 ovo
Chocolate branco para cobertura

Modo de Preparo:

1. Pique os grãos de café bem fininho. Dissolva o café com uma colher de sopa de água quente. Pique o chocolate cobertura e dissolva-o em banho-maria. Misture a manteiga com o ovo, o açúcar e o sal até obter uma massa cremosa, acrescente o chocolate derretido, o café dissolvido e os grãos de café picados. Some a farinha de trigo e o fermento, amassando bem. Envolva a massa em papel filme e deixe descansar por 2 horas na geladeira.

2. Aqueça o forno a 175 Graus. Abra a massa sobre uma forma forrada com papel manteiga, de forma que ela tenha aproximadamente 1/2 cm de espessura e asse por aproximadamente 15 minutos. Com o auxílio de cortadores, corte biscoitos em forma de retângulos ou triângulos. Deixe esfriar.

3. Pique o chocolate branco para cobertura e derreta em banho-maria, mergulhe metade dos biscoitos no chocolate derretido e decore com um grão de café. Ou cubra os biscoitos com listras de cobertura branca. Deixe secar.

Durabilidade: 3-4 Semanas

Fonte: Lust auf Genuss

sábado, 31 de outubro de 2009

Gugelhupf mit Rosinen und Mandeln - Bolo com Passas e Amêndoas


Ingredientes:

*1/2 xícara (chá) de leite
*1/2 xícara (chá) de açúcar
*1/2 colher (chá) de sal
*1/4 de xícara (chá) de manteiga
*1 tablete de fermento para pães
*1 xícara (chá)de água morna
*2 ovos
*2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
*1 colher (chá) de casca de limão ralado
*200g de ameixa sem caroço
*200g de passa sem caroço
*16 amêndoas sem pele

Modo de Preparo:

Ferver o leite. Juntar o açúcar, o sal e a manteiga. Deixar esfriar até ficar morno. Reservar. À parte dissolver o fermento na água morna. Juntar à mistura de leite. Adicionar os ovos, a casca de limão ralada e a farinha peneirada. Bater bem por 5 minutos. Cobrir. Deixar descansar e crescer em lugar abrigado e quente, livre de correntes de ar, durante mais ou menos 1 hora e meia. Untar com margarina e polvilhar com farinha uma fôrma lisa, ou de gomos, com buraco no meio. Cobrir o fundo com ameixas e as amêndoas. Sobre estas, despejar a massa. Misturar as passas. Mexer na própria fôrma e deixar crescer novamente em lugar abrigado, até dobrar o volume, durante mais ou menos 1 hora. Assar em forno regular, durante 50 minutos.

Bierkuchen - Bolo de Cerveja


Ingredientes:

* 6 ovos
* 300 gr de açúcar
* 3 colheres de sopa de manteiga (cheias)
* 300 gr de farinha de trigo
* 1 xícara de chá de cerveja
* 1 colher de chá de fermento em pó

Modo de preparo:

Bater as claras em neve e, sem parar de bater, adicione o açúcar, a manteiga, as gemas e a farinha já misturada com a cerveja em temperatura ambiente e o fermento. Bater rapidamente, despejar numa fôrma untada e assar em fogo médio por aproximadamente 50 min.

Kaiser-Wilhelm Kartoffelsuppe - Sopa de Batatas do Kaiser Guilherme


Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
1 maço de salsa, coentro e cebolinha
1 cebola grande
1 kg de batata
2 tabletes dissolvidos de caldo de carne em 1 litro de água
1 colher (chá) de manjericão
1 colher (chá) de sal
250g de frios (salsicha, presunto e lingúiça)
1 xícara (chá) de creme de leite
2 tomates sem pele e sem semente
2 cenouras
1 folha de louro
tomilho, sálvia, manjerona, cominho, sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

Picar bem a salsa, o coentro e a cebolinha.

Refogar os frios ou as salsichas na manteiga ou margarina junto com a cebola cortada em pedacinhos. Reservar.

À parte descascar e picar as batatas em cubos. Cozinhar no caldo de carne.
Bater no liquidificador ou passar na peneira. Adicionar ao refogado e juntar o manjericão.

Temperar com sal e pimenta-do-reino a gosto. Levar ao fogo até ferver. Bater o creme de leite e misturá-lo à sopa. Servir imediatamente.

Rendimento: 10 a 12 pessoas

Sauerbraten - Carne agridoce


Ingredientes:

* 1 e 1/2 quilo em peça lagarto ou coxão duro
* 3 fatias finas de carne de porco salgada ou bacon
* 1 colher (chá) de sal
* 1 colher (chá) de pimenta-do-reino
* 2 xícaras (chá) de vinho branco seco ou vinagre
* 2 cebolas
* 3 folhas de louro
* 12 cravos-da-índia
* 2 xícaras (chá) de açúcar
* 2 colheres (sopa) de gordura
* 1 tablete de caldo de carne dissolvido em 2 xícaras (chá) de água
* 1 gengibre
* 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
* 1 xícara (chá) de creme de leite ácido

Modo de preparo:

Preparar esta receita 3 dias antes de servir, para que a carne adquira sabor. Enxugar a carne e reservar. Cortar em tiras uma fatia da carne de porco salgada (ou bacon) e introduzir, com a ponta de uma faca, na carne de boi. Enrolar as fatias restantes ao redor da carne, prendendo com palitos. Esfregar em toda ela o sal e a pimenta-do-reino. Colocar numa tigela funda. Aquecer o vinagre ou o vinho e despejar sobre a carne. Juntar as cebolas cortadas em rodelas, o louro, o cravo e o açúcar. Cobrir a tigela e colocar na geladeira por 2 ou 3 dias, virando a carne diariamente. Retirar do tempero e enxugá-lo bem. Numa caçarola aquecer gordura e dourar a carne de todos os lados. Esmagar o gengibre e juntar ao caldo de carne. Deixar ferver em fogo forte. Diminuir a chama e cozinhar até que a carne fique macia. (Pode-se usar panela de pressão cozinhando por cerca de 45 minutos.) Retirar a carne e colocar numa travessa, mantendo-a aquecida. Juntar ao molho que se formou a farinha e o creme de leite. Mexer bem até obter um molho liso e denso. Passar pela peneira e servir com a carne.

Salmão Defumado (Cozido Quimicamente)


pode se dizer que é uma espécie de salmão defumado caseiro mas com um sabor muito diferente do comum. (Receita da Silvinha)

INGREDIENTES

1 kg de filé de salmão (com uma lado ainda de escasmas)
4 colheres de sopa de sal grosso moído
4 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de mostarda
2 colheres de sopa de gim
1 unidade de ramo de funcho

Colocar o salmão com o lado do lado do filé (carne) para cima, numa vasilha refratária em que o mesmo caiba inteiro.

Misturar todos os ingredientes exceto o funcho ( misturar rápido, pois deve ficar sal e o açúcar inteiro) e derramar por cima do peixe. Esta mistura deve cobrir o peixe inteiro.

Cortar as folhas do funcho do ramo e cobrir o salmão, para que assim as folhas abafem o peixe.
Vire o peixe com o lado das escamas para cima e a mistura e o funcho que farão o cozimento/ defumação química para baixo. Cubra com papel filme de maneira que presione o peixe e o refratário.

Coloque pesos em cima do peixe (vidros cheios de palmito ou azeitona, ou outro refratário) e assim deixe-os na geladeira por 3 dias.

Depois é só tirar os pesos e o funcho e com uma faca afiada tirar lascas bem finas do salmão para servir como um carpaccio ou usar em sanduiches, saladas ou outras produções a seu critério.

Sülze de Festa (Queijo de Porco) do Chef Paulo de Abreu


Porção 8 pessoas

Ingredientes:

Pé de suíno – 1000 gramas dessalgado
Orelha suína – 300 gramas dessalgada
Joelho suíno – 2 unidades


A marinada

Vinho branco – 300 ml
Pimenta do reino = 3 gramas quebradas grosseiramente
Vinagre de vinho - 50 ml
Alecrim – 5 gramas fresco
Alho – 10 gramas moído


Conserva de Legumes

Cenoura - 1 unidade cortada em tiras longas e finas
Alho - 1 unidade descascado
Nabo branco 1 unidade cortado em tiras longas e finas
Cebola 1 unidade descascada e em tiras
Pepino 1 unidade cortado em tiras finas
Pimentão vermelho 1 unidade sem casca e sementes. em tiras
Pimenta do reino 2 gramas moída na hora
Pimenta de cheiro 2 unidades sem sementes
Manjericão 3 gramas folhas frescas
Vinagre de vinho 500 ml
Água 500 ml
Açúcar – 50 gramas
Sal 5 gramas



Modo de Preparo:

O SÚLZE
- Coloque uma panela com todos os ingredientes da marinada.
- Junte os produtos suínos.
- Complete com água fria e coloque para ferver por 2 horas.
- Deixe esfriar.
- Retire a gordura da superfície.
- Peneire e separe o líquido das cartilagens e carnes.
- Desosse os pés e pique as carnes.
- Leve o líquido a ferver para reduzir até ficar cerca de um copo ( 250 ml) na panela.
- Reserve.

A CONSERVA DE LEGUMES
- Coloque todos os ingredientes, menos o manjericão, na panela e deixe ferver por 20 minutos.
- Peneire as verduras e deixe secar bem.
- Reserve.

A MONTAGEM
- Forre uma forma de pão com filme ou papel alumínio ROYAL PACK.
- Coloque um pouco do líquido da panela no fundo.
- Decore com folhas de manjericão e tiras de cenoura.
- Arrume por cima uma camada de carnes e cartilagem.
- Em seguida algumas tiras dos legumes.
- Fazer camadas sucessivamente até completar a forma.
- Completar com o restante do líquido.
- Deixar esfriar fora da geladeira.
- Levar à geladeira para gelar por 5 a 6 horas no mínimo.
- Sirva em fatias em prato decorado com mostarda e raiz forte se desejar.

Leberkäse – Bolo Alemão de Carne


Ingredientes:

Carne bovina magra – 1 kg
Nuca suína – 200 g
Bacon – 100 g
Cebola – 1
Sal – 30 g
Pimenta branca moída – 1 colher sopa
Manjerona – 1 colher sopa
Alho amassado – 1 dente
Um pouco de limão – deste a casca
Água – 500 ml
Banha de porco – 5g

Modo de Preparo:

Processar as carnes com o bacon no mixer, acrescentando o sal e a água (aos poucos) até formar uma massa lisa e brilhante.

Deixar a massa descansar na geladeira por meia hora.

Misturar com a cebola ralada e demais temperos, acertar os temperos colocar numa forma de pão untada. Apertar bem a massa na forma.

Assar em fogo médio por 1,5 a 2 horas.

Tempo total de preparo: aproximadamente 2h
Grau de dificuldade: normal

Paleta Suína com Spätzle (Massinha cozida)


Ingredientes:

Porção 8 pessoas

Paleta suína – 1800 gramas

A marinada

Vinho branco 300 ml
Pimenta do reino – 3 gramas quebradas grosseiramente
Vinagre de vinho – 50 ml
Alecrim – 5 gramas fresco
Alho – 10 gramas moído
Louro – 3 folhas

O SPÄTZLE

Farinha de trigo – 500 gramas
Noz moscada – 1 pitada ralada
Água – 300 ml


Para cozimento
Água – 4 l
Sal - 10 gramas
Pimenta do reino – 2 gramas moída na hora
Alho – 2 dentes moído

Para fritura
Sal – 2 gramas
Pimenta do reino – 2 gramas moída na hora
Alho – 2 dentes moído
Açúcar -5 gramas para dourar mais rápido a manteiga
Manteiga – 150 gramas

Para decorar
Salsa – o qbt
folhas frescas

Modo de Preparo:
A PALETA
- Coloque uma vasilha com todos os ingredientes da marinada.
- Junte a paleta.
- Complete com água fria e coloque para ferver por 1 hora.
- Retire e coloque em uma forma e leve ao forno à 180 graus por mais uma hora ou até dourar.
- Acrescente o líquido da panela aos pouco para secar e deglaçar a forma.

O SPÄTZLE
- Misture a farinha com o ovo, um pouco de água, sal, azeite, pimenta do reino e sal.
- Amasse bem e deixe descansar por meia hora,
- Faça pequenas bolinhas, passando a massa na parte traseira de um ralador grosso.
- Cozinhe em bastante água fervente.
- Retire e frite em uma frigideira com manteiga e alho picado.
- Decore com salsa e sirva para acompanhar a paleta.

Bockwurst com Weissbier - Salsichão com Cerveja de Trigo


Ingredientes:
4 salsichas tipo Bockwurst cortadas em rodelas
½ long neck cerveja de trigo
100 g chucrute
shoyu a gosto

Modo de preparo:

Temperar as salsichas com o shoyu e o chucrute e numa frigideira flambá-las na cerveja de trigo.

Servir em uma chapa quente.

Acompanham broa preta e mostarda escura.

Sardinhas em Salmoura da Ivone


Já há algum tempo em venho pensando em resgatar e registrar aquelas velhas receitas de família, que deram sabor especial a muitas festas de natal, aniversário, confirmações, casamento, batizados ou mesmo encontros da nossa família sem nenhum propósito festivo.

Muitas destas produções culinárias eu nem mesmo sei preparar ainda, mas tenho certeza de que com alguma pesquisa e dedicação, eu vou conseguir realizar meu propósito e pelo menos tentar tornar possível para mim e aos eventuais interessados das novas gerações, a reprodução daquilo que pra mim tem sabor de infância, de tradição e de aconchego familiar.

Aproveitando uma breve estada em Jaraguá vou procurar "entrevistar" solenemente meus parentes para saber os "segredos" da cuca de farofa, do recheio do marreco, dos "Salzgurken", da "Sülze", do "Kochkäse", "Sahnhering", das conservas de legumes, dos canapés de sardinha e linguiça etc..

Sempre lembrando que o que puder faltar em precisão acadêmica nestas receitas (pois muita coisa é feita "no olho", quase na intuição, interpreto eu) vai transbordar em emoções positivas e lembranças gostosas do estar junto em família e das deliciosas e hilárias histórias que sempre são contadas nessas ocasiões.

Comecei ontem, já na minha chegada, obtendo da minha prima Ivone o pulo do gato para fazer as sardinhas em salmoura (que só de lembrar me enchem de água a boca).

Ivone é cozinheira de mão cheia e herdeira dos talentos e receitas culinária da querida Tante Ilze. Aí vão as dicas:

SARDINHAS EM SALMOURA:

- compre sardinhas de procedência segura para garantir que estejam frescas;

- não lave as sardinhas. Seque-as com um pano ou papel absorvente;

- tirar as cabeças fica a seu critério, mas as sardinhas não são evisceradas (você não retira as visceras);

- num recipiente que não seja de plástico (pode ser de vidro ou cerâmica), você alterna uma generosa quantidade de sal grosso, da espessura de um dedo aproximadamente, com uma camada das sardinhas já secas;

- repita o processo até acomodar todas as sardinhas; a última camada será naturalmente uma generosa porção de sal grosso.

- Deixe repousar tampado por no mínimo dois meses; Vá retirando da salmoura somente a quantidade que vai consumir, mas o tempo total da salmoura não pode exceder 7 - 8 meses;

- Quando for consumir as sardinhas, lave-as bem, eviscere e utilize da forma que preferir: em forma de patê, canapé, "Sahnehering", com tomate etc.

Guten Apetit!

Plumen Und Klüten (Ameixas e Bolinhos à Moda de Schleswig-Holstein)


Ingredientes:

350 g de ameixas pretas
350 g de toucinho
2 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de vinagre vermelho
Maisena

Bolinhos:

1 xícara (chá) de leite
2 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de farinha de trigo
2 ovos
1 pitada de noz-moscada
Sal

Preparo:

Deixe as ameixas de molho toda a noite com água bastante para cobrir.

No outro dia, corte o toucinho em 4 pedaços e cozinhe em panela fechada por 50 minutos, com dois dedos de água cobrindo.

Adicione as ameixas e a água em que ficaram de molho, o açúcar e o vinagre e deixe cozinhar mais 20 minutos.

Dissolva a maisena em água fria e junte ao cozido.

Deixe ferver para dar liga.

Bolinhos:

Misture o leite, a manteiga e o sal e ferva.

Tire do fogo e despeje a farinha de trigo de uma vez.

Mexa até formar uma bola, deixando no fundo da panela uma película esbranquiçada.
Junte os ovos um a um, batendo bem, e a noz-moscada.

Ferva bastante água numa panela grande e vá jogando a massa dos bolinhos às colheradas.

Para evitar que grude na colher, molhe-a em água fria cada vez que fizer um bolinho.

Deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos em fogo baixo para a água não ferver.
Retire os bolinhos com escumadeira e deixe escorrer.

Coloque numa travessa e regue com o molho de ameixas e toucinho.

Rende 4 porções

(Receita da Selminha - Orkut)

Zwiebelkuchen - Torta de cebola



Ingredientes:

* um pouco de margarina para a forma
* 25 gramas fermento fresco
* 60 gramas de margarina
* 1 pitada boa de açúcar
* 375 gramas de trigo
* 1 pitada de sal
* 1 ovo fresco
* 250 ml Leite

Ingredientes do recheio:
* 150 gramas de bacon de gordura média (da costela)
* Pimenta preta (se possível em grãos ralados)
* Um pouco de cominho em grãos
* Um pouco nos-moscada
* 500 grama de nata
* 1 quilo de cebolas
* 4 Ovos

Modo de preparo:

Esfarelar o fermento no leite morno e acrescentar um pouco de açúcar e um pouco do trigo e misturar. Deixar a massa de lado por 10 minutos, num lugar sem ventilação e umidade, com um pano encima da tigela.

Com o trigo restante, fazer uma nova massa, acrescentar a pitada de sal, a margarina e o ovo e misturar bem até a massa se soltar da tigela. Colocar esta segunda massa, coberta por um pano, num lugar sem ventilação e sem umidade por 20 minutos.

Esquentar o forno para a temperatura máxima. Cortar as cebolas em rodelas finas. Cortar o bacon em pequenos cubinhos. Juntar numa panela refogá-los, adicionando o cominho, pimenta e nos moscada a gosto.

Colocar um pouco de margarina numa forma redonda (de pizza). Colocar a massa esticada encima e fazer uma borda. Colocar os cebolas.

Misturar os ovos com a nata e colocar tudo em cima. Colocar a torta por aproximadamente 40 Minutos no Forno, até ficar marrom dourado.

* Sirva à noite sem necessidade de acompanhamento, para acompanhar beba vinho.

(Receita da Selminha - Orkut)

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Conheça as "Maultaschen"


Segundo a Wikipedia, maultaschen é uma versão alemã do ravióli italiano, só que em formato maior. Tradicionalmente é recheado com carne. Conta-se que a receita foi criada no monastério de Maulbronn e que originalmente levava um nome ainda mais complicado de escrever e para muitos, impronunciável: "Herrgottsbscheißerle". A tradução seria "os pequeninos que enganam o Senhor". Isso porque o prato era uma maneira de driblar as regras da quaresma: os monges continuavam a comer carne no período, mas escondidinha no meio da massa.

A schwäbische Maultasche é uma especialidade suábia, com tradição multissecular, muito apreciada pelos consumidores. Nenhum outro prato da região goza de tanta popularidade e é tão conhecido fora das fronteiras da Suábia (Estado federado de Baden-Württemberg e conselho distrital suábio do Estado Livre da Baviera). A schwäbische Maultasche é frequentemente evocada no mesmo plano que personalidades e invenções importantes da região. Embora continue a ser um prato tradicional da Quaresma, consumido na Quinta-Feira Santa, a Maultasche é hoje em dia muito apreciada ao longo de todo o ano. Não só está presente na literatura suábia como faz parte das festas e costumes da região.

Todos os anos, no Outono, se festeja em Freiberg am Neckar a tradicional Maultaschenfest, chegando-se até a organizar, no município de Baiersbronn, a eleição da rainha das Maultaschen. Este produto regional é também importante do ponto de vista turístico. Assim, o "passeio da Maultasche", em torno da cidade histórica de Bad Urach, oferece uma vista panorâmica sobre o Jura suábio, com as suas paisagens e especialidades culinárias.

Composição "Schwäbische Maultaschen" (pasteizinhos básicos) /"Schwäbische Suppenmaultaschen" (Maultaschen para sopa) é a base de sêmola de trigo duro e/ou farinha, ovo inteiro, água e sal para a massa.

Carne de suíno, carne de bovino, eventualmente toucinho de peito fumado, espinafres, salsa, cebola, ovo, condimentos, pão e alho francês para o recheio. Os ingredientes e as proporções variam consoante a receita e as peculiaridades regionais, mas respeitam os critérios de qualidade descritos em seguida.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Currysauce für Currywurst - Molho de Curry para Salsicha ao Curry


Ingredientes:
1 vidro de ketchup (400 g)
2 cebolas pequenas
3 colheres de sopa de aceto balsâmico
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de curry em pó
Uma pitada (quanto baste) de pimenta chili ou caiena
Um dose pequena (um esguicho) de molho de soja
Quanto baste de azeite de oliva
Quanto baste de extrato de tomate
Quanto baste de água

Modo de preparar:

Cortar as cebolas brunoise (cubinhos pequenos) e refogá-las no azeite de oliva até que fiquem transparentes. Acrescentar um pouco de extrato de tomate e água.

Somar o Ketchup, o aceto balsâmico e o mel e deixar cozinhar levemente à baixa temperatura.

O aceto não deve evaporar tão rapidamente.

Acrescentar então o molho de soja e os demais temperos.

Mexer bem e, se necessário, acrescentar mais um pouco de água.
Experimentar e verificar se é necessário acrescentar mais curry ou chili.

- - Sirva com a salsicha alemã de sua preferência (Bockwurst, weisswurst, Frankfurter etc), preferencialmente grelhada.

Cubra a salsicha com o molho e polvilhe generosamente curry em pó.

A Currywurst é uma verdadeira estrela nacional Alemã. Em Berlin existe inclusive o “Deutsches Currywurst Museum” (Museu Alemão da Currywurst).

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Pfefferkuchen - Biscoito de Gengibre



Um quilo de farinha de trigo
Um litro de melado
Uma xícara de açúcar
Uma xícara de mel
3 colheres de sopa de manteiga
3 colheres de banha sem sal
E uma colher de sopa rasa de cada um dos ingredientes a seguir:
Bicarbonato de sódio
Noz moscada
Canela em pó
Cravo em pó
Pimenta-do-reino
Gengibre ralado.

Misture tudo numa bacia, deixando a farinha para o final. Ela é adicionada aos poucos até a massa ficar consistente. Está no ponto quando a massa solta da bacia e não cola mais na mão.

Estique a massa com o rolo, bem fininho que é para ficar bem crocante.

Corte a massa em formatos variados. E, depois de pincelados com gema de ovo, os biscoitinhos vão pro forno, já pré-aquecido por 10-15min.


O biscoito de gengibre é consumido na época do Natal, na Alemanha.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Zimtsterne auf klassische Art / Estrelas Clássicas de Canela



Ingredientes para 60 unidades:

3 claras
200 g açúcar
400 g amêndoas moídas
12 colheres de chá de canela
4 gotas de óleo de amêndoas

Modo de Preparo:

1. Bata as claras em neve e vá acrescentando o açúcar aos poucos. Bata até que as claras assumam um aspecto brilhante e formem picos firmes. Guarde 3 colheres de sopa de claras em neve na geladeira para serem usadas mais tarde na cobertura.

2. Some às claras 350 g de amêndoas, a canela e o óleo de amêndoas e leve à massa à geladeira por 3 horas.

3. Pré-aqueça o forno à 150 graus. Forre duas formas retangulares com papel manteiga. Polvilhe o restante das amêndoas sobre um pedaço de papel manteiga e sobre este abra a massa de forma que ela tenha no máximo 1 cm de espessura. Corte estrelas (ø 4 cm) molhando sempre o cortador na água e deixando escorrer.

4. Coloque as estrelas sobre as formas e deixe no congelador por aproximadamente 15 minutos. Retire e cubra com a clara em neve reservada. Leve ao forno e asse cada forma por aproximadamente 15 minutos.

Spitzbuben / “Pivetes” - Biscoito Natalino




Ingredientes para 20 unidades

375 g farinha de trigo
1 colher de chá rasa de fermento
200 g açúcar
8 g de açúcar de baunilha
250 g manteiga
1 clara de ovo
125 g avelãs moídas
Farinha de trigo para trabalhar
125 g geléia de groselha (ou outra de sua preferência)
Açúcar de confeiteiro

Modo de Preparar:

1. Amasse a farinha, o fermento, o açúcar, a baunilha, a manteiga, a clara e as avelãs. Envolva a massa em papel filme e deixe na geladeira por 30 minutos.

2. Pré-aqueça o forno a 175 graus. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada, de forma que a massa não tenha mais do que 1 cm de espessura. Recorte as figuras com os cortadores disponíveis, por exemplo, flores, corações ou similares e faça novamente pequenos recortes em forma de estrela ou corações no centro da metade dos biscoitos. Coloque os biscoitos em uma forma forrada com papel manteiga e asse-os por 12-14 minutos a 175 graus. Deixe esfriar.

3. Aqueça a geléia e passe sobre os biscoitos sem o recorte central. Sobreponha o biscoito correspondente com recorte central e faça um pouco de pressão. Deixe endurecer e polvilhe com açúcar de confeiteiro. Duram por 3 a 4 semanas.

Das echte Wiener Schnitzel - A Original Vitela Vienense


Ingredientes :

600 g bifes de vitela
2 ovos
Sal
Farinha de trigo
Farinha de rosca
Manteiga clarificada para a cocção

Modo de Preparo:

Porcione a carne, faça pequenos cortes na beirada e bata os bifes de forma que eles não tenham mais do que 6 mm de espessura.

Bata os ovos com o garfo, passe os bifes na farinha de trigo, depois nos ovos e por último na farinha de rosca. Faça um pouco de pressão sobre a carne empanada e deixe cair um pouco o eventual excesso de farinha de rosca.

Frite os “Schnitzel” em manteiga suficiente de ambos os lados (aproximadamente 5 min de cada lado). Salgue e sirva.

Krensahne – Chantilly de Kren



• 3 a 4 colheres de sopa de Kren (ou raiz-forte) ralado fresco ou já industrializado;
• Eventualmente 2 a 3 colheres de sopa de maçã ralada
• Um pouco de suco de limão
• 250 ml de nata (creme de leite fresco)
• Sal, açúcar, um pouco de páprica, eventualmente um pouco de suco de laranja e de casca de laranja ralada

Rale as maçãs, e misture imediatamente com um pouco de suco de limão, um pouco de nata e de Kren.
Bata o restante da nata até obter a consistência de chantilly e acrescente os demais ingredientes. Leve à geladeira até servir.
Se preferir uma produção mais forte / picante, não acrescente as maçãs.
É utilizado como acompanhamento para carne de gado cozida, steaks, peixes, presuntos ou linguiças grelhadas, truta ou salmão defumado etc.

domingo, 25 de outubro de 2009

Serviettenknödel


Ingredientes:
Pão francês - 0,400 Kg (Use preferencialmente a parte branca (miolo) do pão)
Leite integral - 0,120 Litro
Ovos inteiros - 03 Unidades
Cebola em brunoise (cubos bem pequenos) - 0,120 Kg
Bacon em cubos pequenos - 0,040 Kg
Manteiga - 0,150 Kg
Salsinha – Qb (quanto baste)
Farinha de trigo - 01 colher de sopa
Sal e pimenta do reino - Qb

Modo de Fazer:
1. Misture o leite com os ovos, despeje esta mistura sobre os pães cortados em cubos pequenos.
2. Frite o bacon , até ficar corado, misture ao pão , juntamente com a cebola e a salsinha.
3. Bata a manteiga, até ficar meio cremosa adicione a farinha de trigo.
4. Misture isto ao resto dos ingredientes e mexa bem com as mãos.
5. Faça como um charuto utilizando um filme plástico, amarrando as extremidades, e cozinhe 30 – 40 minutos, em água. Caso seja necessário, coloque um peso para deixá-lo submerso.
6. Depois de cozido, passe em água fria, desenrole e sirva em fatias grossas.
Dica: O Knodel pode ser usado como base para canapés.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Nutella – Kuchen / Bolo de Nutella

Bolo rápido para todas as ocasiões




Ingredientes:

250 g manteiga
6 ovos
250 g açúcar
200 g Nutella
200 ml leite
375 g farinha de trigo
1 colher de sobremesa de fermento químico
Cobertura de chocolate de sua preferência

Modo de Preparar:


Pré-aqueça o forno a 175 graus.
Bata todos os ingredientes até obter uma massa lisa. Coloque na forma de sua preferência (de pão ou redonda) e asse por 50-60 minutos na mesma temperatura.

Dicas:


1-picar bombons e colocar na massa
2- Para a cobertura, pode pulverizar com açúcar de confeiteiro, usar o glacê real, colocar biscoitos de chocolate como na foto e/ou decorar com creme de cacau num saco de confeiteiro, fazer o ganache (chocolate derretido com creme de leite), em fim... a imaginação é o limite...

Fonte: ChefKoch



Este tem bombons na massa e biscoitos cobrindo:



no detalhe o pecado fica mais evidente:



Mais opções

na forma de bolos e de muffins



como eu disse... a imaginação é o limite...

Elisen-Lebkuchen (biscoito de natal)


Ingredientes:
• 200g de açúcar
• 200g de amêndoas moídas
• 20g de casca de laranja cristalizada
• 20g de casca de limão cristalizada
• 50g de farinha de trigo
• 10g de fermento químico em pó
• Raspas de limão
• 3g de sal
• 500g de açúcar baunilhado
• 06g de canela em pó
• 03 ovos
• 15ml de rum

Modo de preparo:
1. Misture todos os ingredientes de forma a obter uma massa lisa.
2. Corte em pequenos círculos de 4cm de diâmetro e leve ao forno aquecido a 175ºC durante aproximadamente 20 minutos.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Gewürzkuchen mit Weihnachtsfeeling / Bolo de Especiarias com Feeling Natalino



Ingredientes para 6 porções

125 g manteiga
325 g açúcar
300 g farinha de trigo
200 g nata
3 ovos
3 colheres de chá fermento químico
2 colheres de chá de condimento para Lebkuchen (*)


Modo de Preparar:

Bata a manteiga com o açúcar e o condimento de Lebkuchen até formar uma massa bem cremosa, acrescente os ovos, um a um. Misture a farinha de trigo com o fermento, e vá acrescentando à massa de manteiga e ovos em pequenas porções.

Asse a 175 graus por 70 minutos. Fica muito gostoso também polvilhado com açúcar de confeiteiro.

Fonte: Das Kochrezept

(*) Caso opte por preparar seu próprio condimento para Lebkuchen, mantenha as proporções abaixo:

35 g canela
9 g cravo
2 g pimenta
2 g coentro
2 g gengibre
1 g cardamomo
1 g noz moscada
Eventualmente 1 g macis

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Streuselmuffins mit Piment / Muffins de Farofa com Pimenta




Ingredientes para 12 unidades


Farofa:

65 g Farinha de trigo
100 g Açúcar mascavo
1/2 Colher chá Pimenta moída
75 g Manteiga gelada, em cubos pequenos



Muffins:

250 g Farinha de trigo
100 g açúcar
1 Colher sopa Fermento químico
1/2 Colher sopa Pimenta moída
1/4 Colher chá Sal
50 g Açúcar mascavo
115 g Manteiga derretida e resfriada
2 Ovos grandes
180 ml Leite
1/4 Colher de chá Extrato de baunilha
1 Limão, a casca ralada (opcional)


Fonte: Küchenlatein



Modo de Preparar

Pré-aqueça o forno a 190 °C e prepare 12 forminhas de muffins de papel, ou unte a forma apropriada.

FAROFA: Numa bacia, misture a farinha, o açúcar mascavo e a pimenta com a ponta dos dedos.

Acrescente os cubinhos de manteiga, cubra-os com a mistura de farinha e açúcar, e forme uma farofa irregular, grosseira. Mantenha na geladeira até voltar a utilizá-la.

MUFFINS: Misture a farinha, o açúcar, o fermento, sal e pimenta. Numa bacia, misture bem a manteiga derretida, os ovos, o leite e o extrato de baunilha.

Peneire os ingredientes secos sobre esta mistura e mexa bem com o auxílio de uma espátula, até que todos os ingredientes estejam bem ligados. Caso adicionar as cascas raladas de limão, este é o momento.

Distribua os muffins uniformemente nas forminhas, some a farofa (coloque por cima) e faça uma leve pressão com a farofa sobre a massa.

Asse por aproximadamente 20 minutos, até que a superfície esteja levemente dourada, ou até que testando com um palito você perceba que os muffins estejam completamente assados. Coloque os muffins para esfriar sobre uma grade de cozinha por uns 5 minutos e desenforme.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Resgatando o poema "O Velho Mestre"


A Internet definitivamente virou minha "memória auxiliar". Hoje eu lembrei de um poema que eu declamei em homenagem aos professores em ... deve ter sido 1969 / 1970, do qual eu só conseguia lembrar uma frase "Curvou as nobres cãs, cerrou de leve os olhos.".

Fiquei surpresa, não lembrava que era tão longo este poema de René Barreto, de nome "O Velho Mestre". Será que eu sabia tudo direitinho de cor?? Disso eu já não lembro, mas acho que sim, lembro que em outra ocasião eu ganhei 300 unidades monetárias da época declamando "José" do meu amado Drummond....

Mas foi bom resgatar esta memória e transformá-la hoje, em homenagem aos mestres na sua cada vez mais difícil missão de educadores:

O VELHO MESTRE

Andava muito doente o velho professor.
Por isso ele já não tinha, agora,
O mesmo ardor que outrora o possuía,
E o animava dantes.

Às vezes, quando em aula,
- Havia mesmo instantes!
Em que inclinava a fronte,
Aquela fronte austera e cansada,
Onde já desabrochava a flor da primavera
E cochilava um pouco, involuntariamente.
O velho professor andava muito doente.

Mas, era tamanho o bem que nos queria
Que jamais quis pedir aposentadoria.
Era o primeiro a aparecer na escola
Com suas joviais maneiras tão simpáticas
Não obstante sentir umas dores reumáticas
Que o faziam sofrer muito, ultimamente.
O velho professor andava muito doente.

Um dia chegou mais tarde, alguns instantes.
Trazia, nas feições sérias de sofrimento,
A palidez do rosto.
Seus olhos encovados,
Denunciavam seus pesares ignorados
E, como que pra’ tornar a dor mais manifesta,
Cravara-lhe fundo uma ruga na testa,
Franzia-lhe a cara uma expressão de horror
Andava muito doente o velho professor.

A aula começou,
Mas pouco antes das onze,
O velho mestre, o bom trabalhador de bronze,
Que já perto de trinta anos, ou mais, havia
Que gigantesco herói, lutava, dia a dia
Para a glória da Pátria e para o bem da infância
Dando combate ao vício e à ignorância,
Sentindo uma dor nos agudos abrolhos
Curvou as nobres cãs, cerrou de leve os olhos.

Lá fora surgia o sol, a manhã era calma, risonha.
A natureza abria sua alma repleta de alegria,
E cheia de esplendores...
Pela janela entrava o hálito das flores,
Naquela atmosfera azul, lavada fina.
Ressoava baixinho, assim como em surdina,
Um canto celestial, harmonioso e suave,
Anjos tocando em suas harpas alguma canção de ave.

Nisso, ergue-se um aluno, um pândego, um peralta,
Fabricou de jornal um chapéu de copa alta
E... bem devagarinho,
(Que idéia travessa!)
Chegou-se junto ao professor e... zàs!
Enfiou-lhe o chapéu na cabeça.
O mestre nem abriu o sonolento olhar.

Ante aquele ato vil,
De traição!
De improviso,
Rebentou, uníssono, pela sala
Estardalhante riso.

De súbito, surgiu o diretor.
Demudou-lhe os gestos,
Estremeceu-lhe a fala, transtornado.
Transformando a mansidão de bois
Em fúria de leão,nos perguntou:
Quem foi?
Quem foi este vilão que fez tal brejeirice
Sem respeito algum às cãs desta velhice?

Ninguém respondeu,
Ninguém denunciou da brincadeira o autor.
Silencioso, sereno, como um dom
Dormia o velho professor.

O diretor, então,
Com doçura, chegou-se junto à mesa.
Via-se em seu rosto o incômodo, a surpresa,
De que o sono do mestre, assim se prolongasse.

Curvou-se meigamente e levantou-lhe a face....
Mas, tremendo, recuou.
Aterrorizado!
Aniquilado!
Mudo!
Absorto!
O velho professor...
Estava morto!

"Mestre não é quem sempre ensina, mas quem, de repente, aprende" Guimarães Rosa‏

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Spinat-Knödel mit Roter Bete / Knödel (bolinhas) de Espinafre com Beterraba

Ingredientes
Para 4 pessoas

Knödel

200 g pão branco amanhecido (de 2-3 dias)
6 colheres de sopa de leite
150 g espinafre
Sal
1 cebola (50 g)
30 g manteiga
Noz moscada
100 g Ricota
1 colher de sopa de salsinha picada
1 colher de sopa de cerefólio picado
50 g queijo tipo gouda, emental ou appenzeller
1 ovo
1 gema
2-3 colheres de sopa de farinha de rosca (30 g)
melhorador de farinha para trabalhar os knödel

Beterraba

5-6 beterrabas de aproximadamente 70 g cada
Sal
2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
1 colher de sopa de óleo
pimenta
açúcar
60 g manteiga
12 folhas de sálvia


Modo de Preparar:

1. Para os Knödel, corte o pão amanhecido em cubinhos pequenos e misture ao leite morno.

Limpe, lave e branqueie o espinafre em água fervente (deixe ferver um minutinho e passe imediatamente para água gelada para não perder nem a cor nem as propriedades) e deixe escorrer bem. Aperte bem o espinafre escorrido com as mãos para tirar o máximo possível de umidade e pique bem fininho.

Corte a cebola em brunoise (cubos minúsculos) e leve ao fogo com a manteiga, deixando até a cebola ficar transparente. Acrescente o espinafre e movimente bem, tempere com sal e noz moscada.

Coe muito bem a ricota para eliminar a umidade. Corte as ervas (salsinha e cerefólio). Rale o queijo no ralador grosso.

Misture todos os ingredientes do knödel, somando o ovo, a gema e a farinha de rosca e amasse bem com as mãos. Deixe descansar tampado por aproximadamente 30 minutos.

2. Limpe a beterraba, preserve as folhas menores. Cozinhe por 45-50 minutos em água e sal, ou até que estejam moles. Escorra, descasque e corte em fatias finas, ainda mornas.

Coloque em uma travessa e deixe marinar com o vinagre de vinho tinto, óleo e 3 colheres de sopa de água. Tempere com sal, pimenta e uma pitada de açúcar.

3. Forme 8 Knödels com a massa de pão e espinafre. Umedeça as mãos e aperte bem as bolinhas de massa que for formando. Passe as bolas formadas pelo melhorador de farinha para que seu formato seja preservado. Leve uma panela com água grande ao fogo e coloque os knödel para cozinhar. Quando eles subirem à superfície, deixe que cozinhem por mais 10 minutos e retire-os com o auxílio de uma escumadeira.

4. Leve um pouco de manteiga ao fogo numa frigideira, some as folhas de sálvia e deixe desprender bem o aroma. Sirva colocando um knödel sobre rodelas de beterraba marinada, finalizando com a folha de sálvia na manteiga.

Será que este vídeo pode ajudar? (em Alemão)




Olha que tentadora esta opção para o mesmo Knödel: servir sobre uma espuma de gorgonzola:


Spinat-Knödel auf Gorgonzolaschaum





e aqui vai a receita da espuma de gorgonzola / Gorgonzolaschaum


Ingredientes:

• 100 g Gorgonzola
• 250 ml nata (eventualmente mais um pouco de leite
• pimenta
• Um pouco de manjericão picadinho
• Cebolinha verde para decoração

Modo de Preparar:

Derreta o queijo numa panela.

Some a nata e deixe reduzir um pouco. Se tiver alcançado a consistência ideal (de um molho viscoso) , acrescente a pimenta e o manjericão.

Deixe levantar fervura, desligue, e faça espumar com o mixer.

Disponha o molho sobre o prato a ser servido, coloque a quantidade desejada de Knödel e decore com cebolinha verde.